Entre e sinta-se em casa, sua visita me deixa muito feliz.
Se você gosta de Bijuterias, Cosméticos ( maquiagem), receitas, moda, esmaltes, Artesanatos, reflexões, mensagens e dicas interessantes, encontrará tudo isso aqui no Blog , é só pesquisar no canto a direita a relação dos assuntos.
espero que volte mais vezes.
Um beijo com carinho

da Lu.

Meus Seguidores. Siga-me também!!

sexta-feira, 30 de abril de 2010

Decoração

Aprenda a usar as cores para atrair boas energias

Por Elaine Furlan*

Ao mudar as cores de nossa casa, sempre temos dúvidas quanto aos tons que devemos usar no quarto, na sala, qual fica melhor na cozinha. As paredes dos ambientes de uma casa impregnam-se com vibrações de seus moradores, quer sejam emocionais ou mentais, e um local que está impregnado por vibrações mal qualificadas, certamente, influenciará de algum modo as pessoas que lá permanecem.
Por exemplo, lâmpadas envelhecidas com cor amarelada e paredes precisando de um banho de tinta, tornam a energia de uma casa enfraquecida e de quem vive nela também.
Para corrigir esses distúrbios energéticos existe a Psicometria, nome dado à capacidade de leitura da energia desses ambientes. Dependendo do diagnóstico psicométrico, mudar as cores e a iluminação de uma casa já resolve quase todos os problemas, equilibrando a energia do local.
Nas casas, o conjunto de cores e a decoração precisam formar um ambiente harmonioso e aconchegante, proporcionando uma boa convivência entre os moradores, por isso, é necessário cautela e bom senso no uso das cores vivas ou de tonalidades muito escuras para que não aja um impacto visual grande, já que a intenção é harmonizar e não trazer desconforto.
Os tons suaves favorecem o repouso e são ideais nos quartos e salas e na parte interna da casa. Na hora da escolha, também devemos levar em consideração quem vai ocupar o ambiente.
Por exemplo, o quarto de um bebê, de preferência, deve ter cores suaves nas paredes e cores fortes e diversas em objetos, pois propicia desenvolvimento visual. Já, quartos de adolescentes devem ser alegres, com cores estimulantes e os quartos de pessoas com mais idade devem ter tons suaves, mesclados com cores fortes para manter o estímulo visual.
Tons de amarelo forte e de marrom funcionam muito bem na cozinha, pois abrem o apetite, e tornam tudo mais interessante. O uso indiscriminado da cor azul cria um ambiente muito introspectivo e retraído. Tons de verde são relaxantes e agradáveis para os olhos, além de trazerem vitalidade e saúde para os ambientes.
Nunca use uma só cor em uma casa, pois a monocromia deixa as pessoas sem animo e sem estímulos. Todas as cores têm duas faces, a sombria e a luminosa, portanto, não existe uma cor totalmente boa nem má. Em corredores longos e escuros é importante manter sempre quadros de paisagens e uma iluminação, mesmo que seja de dia.
Lembre-se, sempre que for mudar as cores e a decoração da sua casa não se deixe levar inteiramente pelo modismo, pois ele passa e sua casa fica, e fica por anos a fio. Escolha entre e o modismo e a harmonia, pois irá conviver com as cores que escolheu. Sua casa merece que você escolha cores que deixem o ambiente aconchegante e luminoso.

*Elaine Furlan é especialista em Feng Shui e Radiestesia (www.maisde50.com.br)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Quando leio um comentário seu, meu dia fica mais feliz, então comente aqui vai, obrigadaaaa!!!